Ilustrações

Sorte  de  um  Blasfemo

Sorte  de  um  Blasfemo
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

Um incrédulo chamado Thompson, que estava numa prisão em Pittsburgh, nos Estados Unidos, quando estava conversando com um companheiro de prisão, perguntou-lhe se sua mãe era crente. Recebendo resposta afirmativa, disse que o cristianismo era uma impostura.

O outro preso respondeu que o cristianismo pode ser provado pela Bíblia. Thompson respondeu: “A Bíblia é como um violino velho; pode-se tocar qualquer música que se deseja.”

Sendo então lembrado de que, pelo menos o caráter divino do fundador do cristianismo estava claramente exposto na Bíblia, Thompson aplicou a Jesus Cristo um nome que ninguém senão o homem mais vil poderia aplicar mesmo à criatura mais degradada.

Thompson mal havia pronunciado essas palavras horríveis, quando seu companheiro de cela observou que ia caindo do banco em que estava assentado. Apanhou-o depressa nos braços e deu o alarma.

Foi chamado imediatamente um médico, mas o caso estava além do alcance da ciência médica. Alguns disseram que o pobre homem teve um ataque de apoplexia. Outros suspeitaram que fosse ferido pela mão de Deus.

Ali, com as pupilas dilatadas, a língua paralisada e membros rígidos, ficou o miserável blasfemo. Depois de vinte e quatro horas nessa situação, exalou o último suspiro.

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário