Ilustrações

Instrumentos da Luz

Instrumentos da Luz
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

Há muitos instrumentos de luz. Os antigos usavam a candeia, alimentada com óleo e que produzia luz bem fraca. Ainda hoje se usam, onde não há luz elétrica, Iamparb1ás de querosene, também com luz baça, bruxuleante. Há, ainda, as velas, já com luz mais agradável, mas também fraca e desigual. Vieram depois o gás e afinal a luz elétrica e a fluorescente.

Cada instrumento produz e apresenta sua luz, de acordo com sua capacidade. A vela não deve envergonhar-se diante de uma forte lâmpada elétrica, por não poder iluminar com a mesma intensidade que ela. Não deve, também, a candeia esconder-se de um lampião a querosene ou a gasolina, por ser mais humilde. Cada qual, fazendo sua parte fielmente, cumpre seu dever.

Por que não sei contar como Caruso ou corno Del Delker, deveria ficar calado, no canto congregacional? Por que não sei pregar como um conferencista experiente, devo deixar de dar a alguém um folheto, ou ministrar um estudo bíblico a uma alma sedenta? Por que não sou médico, devo deixar de indicar a um doente um chá saudável ou um tratamento simples? Devo deixar de orar pelos amigos descrentes, ou de lazer uma visita a pessoa doente física ou espiritualmente, ou de escrever uma carta missionária a uma alma aflita? Por que não sou farol,

me recusarei a ser lampião? Por que não sou vela colorida, de árvore de natal ou de bolo de aniversário, ou aristocrática vela a enfeitar um piano de cauda ou fina cristaleira, deveria deixar de ser humilde vela comum a iluminar um quarto de viúva pobre com um filhinho doente?

Ah, como é séria, como é real a nossa responsabilidade!

Disse Spurgeon: “Eu não dou muito por sua religião a menos que possa ser vista. Os lampiões não falam; mas brilham. Um farol não rufa tambor, não faz soar o gongo; no entanto, muito longe através das águas, seu facho de luz é visto pelo marinheiro. Assim, brilhem suas ações mais do que sua religião. Seja o principal sermão de sua vida ilustrado por toda a sua conduta, e não deixará de ser ilustre.”

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário