A Bíblia Não Diz

A Bíblia não diz que Fazer Tatuagem e Pecado 

A Bíblia não diz que Fazer Tatuagem e Pecado 
Wilson Lemos
Escrito por Wilson Lemos

Eis um assunto polêmico, e que tem que ser tratado com cautela e sabedoria.

Pode um cristão, servo de Deus, fazer uma tatuagem?

Antes de tudo, vamos à Bíblia: Existe algum texto que fala sobre isso? Bem, alguns utilizam, para dizer que é proibido por Deus, o texto de Levítico 19.28: “Pelos mortos não ferireis a vossa carne; nem fareis marca nenhuma sobre vós. Eu sou o SENHOR.” Aparentemente eles veem ai, em “ferir a carne” uma alusão à tatuagem… Será?

No texto não há indicação sobre não fazer tatuagens, mas é um mandamento específico para o povo de Israel que não copiasse o costume de nações pagãs de sua época, que faziam MARCAS E FERIDAS na pele em veneração aos mortos.

Assim, esse texto não pode ser usado para defender uma proibição total da prática de fazer tatuagens: O texto só pode ser usado naquilo que se refere. Esse é o único texto bíblico que faz alguma menção sobre “tatuagens”. Fora esse não temos textos bíblicos explícitos que proíbam e nem que autorizam o uso de tatuagens.

“OBA, então posso tatuar meu corpo que não tem problema?

Calma, calma meu filho! A resposta é “Sim e não”.

Digo isso porque toda atitude do cristão deve ser pensada no contexto completo da Palavra de Deus e não apenas no fato de a Bíblia proibir ou não algo em específico. Por isso, antes de decidir fazer uma tatuagem, creio ser necessário pensar alguns pontos para que ela não venha a se transformar em motivo de problemas em sua vida, vergonha, e que venha a ser do desagrado de Deus.

1) Tudo deve ser feito para a glória de Deus. Se essa tatuagem que você quer fazer é apenas com um intuito egoísta, se é apenas um ato de rebeldia contra algo ou alguém, se é um desejo originado em algo pecaminoso (como vaidade), não faça, pois não estará glorificando a Deus nisso.
“A minha atitude de ter uma tatuagem glorificará a Deus?”

2) Sua tatuagem vai causar escândalo? Paulo nos deixou um bom modo de refletir sobre a nossa liberdade cristã, principalmente em relação ao próximo, em 1 Corintios 8.1-13, que diz: “Vede, porém, que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos (…) E, por isso, se a comida serve de escândalo a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo.”

O referencial do reino de Deus é o “nós” e não o “eu”, por isso, pense se essa tatuagem não trará mais problemas que bênção em sua vida e comunidade onde congrega ou os cristãos que o cercam. Então, depois de refletir bem decida se fará ou não.

3) Quantos anos você tem? Normalmente no calor da rebeldia de jovens e adolescentes aparece esse desejo de fazer uma tatuagem com objetivos nada cristãos. Principalmente pela influência de amigos, da mídia, da moda, do momento, etc.

Por isso creio ser de bom grado que pessoas ainda jovens pensem muito bem, consultem seus pais e reflitam. Lembre-se que a tatuagem é permanente e pode te prejudicar inclusive profissionalmente no futuro.

4) As suas dúvidas estão maiores que as certezas? A Bíblia diz algo bem interessante: “Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração…” (Cl 3. 15). A Bíblia aponta a paz de Cristo como um bom referencial para acertarmos em questões difíceis.

Normalmente a dúvida provoca a falta de paz em nosso coração. Se a dúvida está maior que a certeza, pode ser que Deus não esteja se agradando com essa tatuagem. Em última instância, sempre ouça a voz de Deus e não a sua.

Duvidas, críticas e sugestões nos mande mensagem pessoal ou nos comentários.

Home

Deus nos guie pelo o que a Bíblia diz.

Sobre o autor

Wilson Lemos

Wilson Lemos

Meu nome e Wilson lemos,
sou evangelista formado em bacharel em teologia pelo instituto de teologia
SETAD.

Sou casado e tenho por missão ajudar você a crescer espiritualmente em conhecimento.

Deixe um comentário